quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Como passar pelo puerpério de uma maneira positiva

|

Está aí, uma palavra tão nova para o meu mundo e tão cheia de atritos emocionalmente falando. Quem é mãe e passou por isso eu convido há compartilhar sua experiência para que futuras mamães possam lidar com o puerpério de uma maneira mais tranquila e sem causar qualquer tipo de abalo que possa desencadear ao uma depressão.

Então, senta porque o papo é sério.

Antes de mais nada, eu quero que esse post sirva de ajuda para muitas mulheres que não imaginam como o pós-parto pode ser ''cruel''. O meu puerpério foi bem intenso nas primeiras semanas e durou apenas 40 dias. (Apenas) é uma maneira doce de argumentar pois essa fase não foi nada agradável para mim. 

O que é Puerpério?
Ele se defini ao resguardo onde a mulher se encontra logo após o parto. Em média dura uns 40 dias e a mamãe pode se sentir triste, melancólica e com muita vontade de chorar. Esta fase se inicia com a retirada da placenta”, explica o ginecologista obstetra Marcos Arcader, do Hospital Adventista Silvestre.

Fique muito atenta com estes sintomas e se por um acaso os mesmos permanecerem procurar ajuda do seu ginecologista obstetra. Ele saberá exatamente quais medidas serão tomadas.

Agora preste atenção nessas dicas para se ter uma boa quarentena sem estresse e com qualidade de vida para aproveitar os dias ao máximo com o seu filho.

1. Não pegue peso
Independente que qual parto você teve é sempre bom não pegar peso em excesso. O risco dos pontos se abrirem ou pior, infeccionarem é bem maior na fase de resguardo. Peça ajuda para subir e descer as escadas, não troque de roupa sozinha, pois o esforço físico da parte abdominal se contraem e pode haver desconfortos e não levante da cama de frente, se apoie com os braços e incline o seu corpo para o lado. São pequenos gestos que te ajudaram a se manter bem e sem nenhuma sequela.

2. Descanse, mesmo que por 05 minutos.
Eu ouvia e ouço até hoje de que quando o bebê dorme a mãe também precisa dormir. É bem difícil seguir ao pé da letra, mas realmente nem que seja 05 minutos o seu corpo precisa repousar. Quando o corpo e a mente relaxa, liberamos endorfina, hormônio  produzido na glândula hipófise que dera a sensação de bem-estar no organismo.

Isso pode aliviar a tensão que o puerpério gera e claro, você não tem tempo para pensar em nada desagradável.
Combinado?

3. Se alimente bem
Não é apenas para você, mas para o seu bebê, também. Mães que comem diariamente bem, conseguem produzir mais leite e garantem mais nutrientes que os nossos filhos recém-nascidos tanto precisam.

4. Tente não se isolar.
Esse conceito de isolamento para que outras pessoas não te olhem chorando é besteira. Pessoas que ficam trancadas em um único lugar da casa pode estar com os pensamentos perdidos e muitas das vezes perigosos.
Sempre procure algo ou alguém para conversar, não precisa ser nada longo, apenas um - Nossa, eu estou me sentindo bem hoje.

Você vai perceber como é bem melhor estar em ótimas companhias do que trancafiada em um quarto chorando e se culpando por algo que você não tem controle.
Não se culpe, não se julgue e se permita viver melhor com o passar dos dias.

5. Peça ajuda, sempre!
Nesse pós-parto o que uma mãe precisa é de ajuda. Dos avós, do marido, dos tios... Toda ajuda será bem-vinda. Nada de ser egoísta, cuidar de um bebezinho requer disposição, concentração e muito amor e carinho.

Avise seus parentes que você está passando pelo puerpério e que todos esses sintomas irão passar. Ter esse ''jogo aberto'' ajudará muito você, mãe, o bebê que não sentirá nenhum clima pesado dentro da casa porque eles sentem tudo, des da barriga e isso está cientificamente comprovado e toda a família que passará por muitas mudanças e necessitam de um ajudando o outro.

No meu canal no YouTube eu também falei sobre o assunto e como foi a minha experiência.

É, vocês conseguem imaginar que não é simples ser mãe. Vai muito além de trocar fraldas, dar banho e botar pra dormir. Temos turbilhões de hormônios e sentimentos que correm em nossas veias todos os dias nos culpando por algo que deixamos de fazer ou que fazemos em excesso.


Não deixe que essa fase ''chatinha'' te desanime como mulher e principalmente como mãe. É assim que aprendemos como amar, educar, proteger um ser que saiu de dentro de nós.
É passando por todas essas dificuldades dia após dia que nos deparamos o quão forte nos tornamos quando se tem um filho totalmente dependente da nossa atenção.

Não se esqueça de que tudo isso passa, eu, Jéssica conseguir passar pelo puerpério de uma maneira cautelosa, mas de cabeça erguida.
Foram dias e noites me culpando por tantas coisas e hoje eu olho para o Fernando e vejo como valeu a pena passar por esses longos 40 dias.

Aí você me pergunta se eu passaria por tudo isso de novo? A resposta é simples, sim, sim e sim!

É isso!

Um beijo

7 comentários:

  1. Confesso que nunca tinha ouvido falar nessa palavra até hoje kkkkkkkk. E apesar de eu não querer filhos, achei interessante saber disso. Vai que num futuro distante a minha opinião muda, né? Ao menos já saberei como passar essa fase. xD

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  2. Já ouvi muitas pessoas falarem sobre o puerpério e isso me deixa bem receosa, maternidade é uma coisa que eu amo, se eu pudesse já engravidaria amanhã, mas são muitas coisas que me fazem esperar. E uma delas é o medo do que vai acontecer quando o bebê nascer, hahahaha. Primeiro que trabalho em casa com meu marido e nosso salário é super instável, fora que não temos horário, e somos muito individuais com as nossas coisas, sabe? Enfim.. acredito que uma das nossas melhores fases, mas junto com ela vem muitos desafios, né?

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  3. Nossa, não fazia ideia do que significava essa palavra. hahaha Amei as dicas, ainda não sou mãe, mais quando for vou seguir

    www.estiilocarol.com

    ResponderExcluir
  4. O Puerpério é a famosa dieta pós-parto né? Eu não tenho filhos, mas me interesso muito pelo assunto, tanto que ontem mesmo eu estava conversando com uma amiga sobre o que é necessário fazer e evitar fazer durante esse período. A primeira vez que ouvi falar sobre puerpério foi no canal da Hel Mother, eu gosto muito da forma sem romantismo, porém com carinho que ela fala da maternidade, assim como você.
    Eu amei as suas dicas! São muito válidas, pois eu imagino como deve ser complicado esse período, deve ser cansativo e uma nova experiência de rotina que precisa ser ajustada.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  5. Que legal saber sobre a sua experiência Jéssica. A gente sempre fica com um pouco de medo dessa fase, né? Mas um dos segredos é ter calma e saber que ela passa! Dicas preciosas nesse post, viu? Um beijo querida :*

    Não Me Mande Flores

    ResponderExcluir
  6. Great post! I'm in love with this gif, they are just fantastic.
    Kisses from Poland.

    http://sar-shy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Nossa eu nem sabia que isso existia kkkk. Amei saber mais Je!! Eu amo seus posts e vídeos!!!
    Beijinhos. ❤
    https://lewestinblog.blogspot.com
    www.instagram.com/lewestn

    ResponderExcluir