Bate-papo: Amamentar emagrece?


Hoje eu estou afim de escrever e principalmente ''falar'' com vocês à respeito de emagrecer amamentando, será que isso é um fato ou é uma lenda que muitas mulheres imaginam que somente com amentação ela irá voltar ao corpo de antes da gravidez. Se você não é mãe, conhece alguma ou que é, eu te convido a ficar mais um pouco nesse post para  batemos um papo bem descontraído estilo Jéssica de ser. (hehehe)

Bom, antes de mais nada eu quero deixar bem claro que eu não quero assustar e nem ser a dona da verdade, tá? Tudo o que eu falar vai ser totalmente baseado na minha experiência e do que eu li, me informei e pesquisei sobre o assunto. Estejam ciente que cada corpo e cada mulher são diferentes. O que aconteceu comigo pode não acontecer com você, então, sejam flexíveis e tirem o melhor proveito desse post que nada mais é que informar e compartilhar o que eu vivi e até hoje eu estou vivenciando.


Antes de engravidar eu estava com 60kg o que eu considerava muito já que a minha altura é de 1,57cm. Sim, sou bem baixinha e puxei o lado da família do meu pai. (Fazer o que, né? hehe)
Nas primeiras semanas depois que eu descobrir que estava grávida eu perdi uns 5kg devido aos enjoos. Eu não conseguia comer praticamente nada, só água e bolacha cream crack (salgada), de resto, nada passava.

Depois dos 2 meses, chegando ao 3° mês eu finalmente conseguia comer um prato legal de comida, eu sempre priorizava enjerir só o que iria ser bom para o Fe ou seja, folhas verdes escuras, arroz integral, frutas, carne branca, enfim... Conseguir recuperar uma boa parte do meu peso e o meu médico me disse que eu só poderia ganhar 1kg por mês. Eu já de cara pensei, como assim? Impossível! Não porquê eu vá comer de tudo, mas tem o inchaço, o líquido, o bebê que cresce bem... achei um pouco surreal, mas fui uma boa gestante que evitava comer besteiras.


Resumindo, eu engordei 17kg no total o que eu achei ''bom'', pois a minha mãe engordou 30kg na gravidez do meu irmão e eu tenho tendência a engordar por parte da família materna que a maioria são gordos.
Eu achei que no máximo uns 20kg eu iria alcançar principalmente na reta final que você deseja comer tudo o que ver pela frente, afinal, você se privo na gestação inteira e ''merece'' chutar o balde pensando que na amamentação tudo voltará ao normal. (Só pensa)

Foi aí que comecei assistir vários vídeos de amamentação, lia e pesquisava muito sobre o assunto até para eu ter uma noção básica do que estaria por vir. Afinal, era meu primeiro filho, tudo era novo e eu precisava aprender de uma maneira ou de outra para não ficar à deriva das outras pessoas. Ok, fiz tudo isso. Eu estava certa que a amamentação me ajudaria a voltar com o meu peso de antes sem nenhum esforço, mas mal saberia eu que amamentar dá muita, mas muita, muita, muita, muuuuuuuuita, muuuuuuuuuita fome e sede. Não estou exagerando, amiga, isso é realidade da maternidade.


Se você acha que sua fome te domina... tenha filhos, sua fome vai aumentar num grau absurdo. E o ''pior'' é que você precisa se controlar para não comer qualquer porcaria e acabar indo para o leite. Doce, gordura... tudo isso causa cólicas para o bebê e a última coisa que você quer é que seu filho tenha dores.  Pois o cansaço será maior e sua fase de puerpério poderá ser traumatizante.

A amamentação  pode sim, emagrecer mulheres desde que você tenha uma boa alimentação seguida de exercícios físicos corriqueiros. Para uma mãe anônima de uma realidade diferente as das redes sociais que está em fase de transição e algumas das vezes ''sozinha'', isso se torna muito difícil devido à sobre carga que um filho demanda e pelo cansaço físico e emocional. Não é tão simples e igual ao que se ver em sites, fotos e vídeos.

Há mães que perdem até o excesso de peso devido a outros fatores como genética e a rotina que nós sabemos que cada uma tem a sua.
Então, é bom ter em mente que você pode sim emagrecer em poucos meses, o que não foi o meu caso. Nas primeiras semanas pós parto eu eliminei 8kg o que é considerado normal pois a retirada do bebê, mais a placenta, e  o liquido amniótico já te favorece à uma perda rápida de peso.

Depois dos 2 meses eu engordei tudo o que eu ganhei na gravidez e estou nessa batalha até agora sem nenhum resultado que me faça sair por aí pulando de felicidade.
Esse ''bichinho'' da fome é avassalador e te pega de jeito sem ao menos dar algum sinal de ''estou chegando''.

Pois bem, como eu disse no início cada mulher e cada corpo irá voltar no seu tempo. Não pense que você é a única a emagrecer fácil ou engordar tudo de novo durante a amamentação. Eu sei o quanto é desafiador essa fase e ainda por cima lidando com as dificuldade que é amamentar.


Tenhamos fé, paciência e muita sabedoria para reconhecemos que nossos corpos se modificaram para gerar uma vida e que cabe à nós cuida-lo de uma forma saudável e sempre com ajuda de um profissional da saúde e claro, de toda a família.

Esse foi o meu relato e eu espero que de alguma forma eu tenha conseguido transmitir que a vida real pós parto e amamentação não é um mar de rosas, mas que ela pode ser do jeito que nós quisermos dependendo do esforço de cada uma.

Um beijo


Você posde gostar também:

6 comentários

  1. Olha só, não sabia que amamentar dá fome e sede!
    Jéssica, seu post está ótimo e deve sim dar uma luz a quem está passando por isso! ^^

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  2. Amei seu post Jéssica, sempre fui mais gordinha no rosto, braços e barriga e magra nas pernas e no bumbum, tenho uma facilidade imensa para engordar e meu metabolismo é lento. Sei que se não me cuidar quando engravidar, dificilmente voltarei para o meu peso. Mas é como você disse, mesmo se cuidando, comendo bem e tal, é impossível não engordar no mínimo 8/10kg, e depois você precisa se alimentar muito bem pra amamentar. Ou seja, quem tem o metabolismo bom, uma alimentação regrada e exercícios terá o corpo de volta com mais facilidade e rapidez!

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  3. Sabe que eu nunca achei que amamentação é algo que emagrece, na verdade as duas coisas são bem distintas na minha cabeça. Mas, eu já sabia que a amamentação dá muita fome, pois várias amigas minhas que já são mães relatam sobre isso, hahaha. E eu realmente não conheço nenhuma mulher que tenha voltado ao seu peso habitual rapidamente após a gravidez, até por que é como uma amiga disse uma vez:"todo mundo te critica por estar acima do peso, mas ninguém pergunta se pode ficar meia horinha com o bebê pra você fazer pelo menos uma corridinha matinal!".
    Devo dizer que te acho linda, não te conhecia antes do Fe, mas vejo que você não perdeu a vaidade depois da gravidez e além disso percebo pelas redes sociais que vc se esforça muito pra ser um ótima mãe, isso é o mais importante que tudo. Quanto à peso, a gente tem fases, mas curtir os momentos com o seu filho não tem volta <3
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  4. Eu que não sou mãe mas sou a mais velha de 5 filhos, vi minha mãe passar por tudo e cada gravidez foi de um jeito. Algumas ela emagreceu rápido outras não, algumas comeu demais e outras se controlou... Eu gostei do post por causa disso, cada mulher, cada gravidez é de um jeito, então ler esse relatos traz a gente de volta pra realidade fora do instagram

    Um beijo,
    Blog da Kitbox

    ResponderExcluir
  5. Acho que gravidez acaba sendo bem pessoal de mulher pra mulher, né? Nunca ouvi falar que amamentação emagrece haha sempre ouvi o oposto. Enfim, achei bem legal ouvir suas experiências. Não pretendo ter filhos nem tão cedo porque ainda sou novinha, mas achei legal!

    Iasmin Guimarães | E agora?

    ResponderExcluir
  6. Muito bom seu post super útil para que está passando pela amamentação.
    Beijos
    Jana Makes Esmaltes e Cia
    Instagram
    Facebook

    ResponderExcluir